O que é o Ideb?

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é o principal indicador da qualidade do ensino básico no Brasil. Em uma escala de 0 a 10, sintetiza dois conceitos, a aprovação escolar e o aprendizado em português e matemática. Saiba mais.

  • O aprendizado é definido por meio da média dos alunos na Prova Brasil;
  • O Ideb é calculado para três etapas: anos iniciais e anos finais do EF e para o Ensino Médio
  • A aprovação é medida através dos dados do Censo Escolar;
  • Os dados são processados pelo Inep, que divulga o Ideb a cada dois anos.
Role a página Use o teclado

Metas

Metas

A história do Ideb começa em 2007, quando ele foi criado como parte do Compromisso Todos Pela Educação como um indicador de acompanhamento para o Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). Com os dados de aprovação e da primeira Prova Brasil, recém criada em 2005, se calculou o Ideb para esse ano e foram criadas metas bienais. Saiba mais.

Diagnóstico e ação

Metas

O Ideb serve tanto para diagnosticar a qualidade do ensino como para direcionar políticas de distribuição de recursos do Ministério da Educação (MEC) e nortear gestores educacionais sobre investimentos e ações.
Em geral, bons valores no Ideb estão relacionados com a atenção na aprendizagem e na aprovação. Por isso, a gestão local deve acompanhar o ensino da sua rede olhando o aprendizado dos alunos, monitorando a presença e analisando o fluxo escolar. Saiba mais.

Como usar o Ideb?

Metas

O Ideb pode servir como uma bússola para apontar necessidades e ajudar a melhorar a qualidade do ensino de uma rede. Ao olhar o Ideb, deve-se levar em conta cada indicador que o compõe, analisando qual o impacto do aprendizado (em português e matemática) e o do fluxo (aprovação).
Verificar se o desenvolvimento das escolas numa mesma região segue o mesmo ritmo também pode ajudar a localizar pontos de atenção. Saiba mais.

Situação das escolas

  • Alerta

    Esta escola está em situação de alerta pois não cresceu o Ideb, não atingiu sua meta e o Ideb está abaixo de 6,0.

  • Atenção

    Esta escola está em situação de atenção porque ou teve queda no Ideb ou não atingiu a meta.

  • Melhorar

    Esta escola cresceu o Ideb e atingiu a sua meta. Parabéns pelo trabalho realizado! O desafio é melhorar o ritmo para superar o Ideb 6,0.

  • Manter

    Esta escola cresceu o Ideb, atingiu a meta e superou a média de 6,0. É uma referência no Ideb. O desafio é manter o crescimento!

Para ajudar o leitor a compreender a situação de cada escola, o QEdu analisou três parâmetros em relação ao Ideb: se a escola atingiu a meta prevista, se cresceu o Ideb e se já chegou em 6,0, valor de referência. A combinação destes três parâmetros mostra se a situação da escola no Ideb é preocupante ou se a escola está no rumo para atingir a meta de 2021. Saiba mais.

Ideb no Brasil

O Ideb dos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental do Brasil cresceu. Entretanto, somente a meta dos anos iniciais estipulada para 2013 foi atingida.

Ideb no Brasil

Nos anos iniciais do Ensino Fundamental, o Brasil superou a sua meta para 2013 e todas as redes de ensino apresentaram crescimento no indicador. Entretanto, a rede privada não conseguiu atingir sua meta específica.

Anos iniciais

1ª a 4ª série

  1. 2009 Meta 4,2 Ideb 4,6
  2. 2011 Meta 4,6 Ideb 5,0
  3. 2013 Meta 4,9 Ideb 5,2

Ideb no Brasil

Apesar do crescimento no valor do Ideb, o Brasil não conseguiu atingir a meta do Ideb para 2013 nos anos finais do Ensino Fundamental. As redes municipais mantiveram o mesmo valor do Ideb e a rede privada apresentou queda.

Anos finais

5ª a 9ª série

  1. 2009 Meta 3,7 4,0 Ideb
  2. 2011 3,9 Meta 4,1 Ideb
  3. 2013 4,4 Meta 4,2 Ideb

Ideb no Brasil

No ensino médio, o Ideb do Brasil permaneceu sem variação de 2011 para 2013 e não atingiu a meta estipulada. Já a rede privada apresentou queda no valor do seu Ideb.

Ensino médio

1ª a 3ª série

  1. 2009 3,5 Meta 3,6 Ideb
  2. 2011 3,7 Meta 3,7 Ideb
  3. 2013 3,9 Meta 3,7 Ideb

Estudo Excelência com Equidade

Em dezembro de 2012, a Fundação Lemann, em parceria com o Itaú BBA, divulgou o estudo Excelência com Equidade com objetivo investigar as características comuns e as lições das escolas que, mesmo em condições adversas, conseguem garantir o aprendizado de todos os alunos. O estudo encontrou 215 escolas públicas que atendem alunos de baixo nível socioeconômico, com Ideb acima de 6,0* e que garantem o aprendizado. Seis destas escolas foram escolhidas para visitas e uma análise detalhada das práticas e estratégias utilizadas. Saiba mais sobre elas. *Estudo considera Ideb e Prova Brasil 2011.

Escolas estudadas

Foram mais de 215 escolas estudadas. Veja a lista completa